Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


quinta-feira, 13 de junho de 2013

Arruaças e Greves




                Hoje levei trinta minutos, num trecho de dez minutos, da minha casa ao trabalho. Por quê? Greve da CPTM e dos ônibus.
                Já não bastou a arruaça de 2ª feira para que o sofrido povo paulistano seja tratado como um nada, com uma tremenda falta de humanidade. Sim, porque quem sofre não sou eu, um cidadão de classe média, nem o sindicalista, nem o estudante anarquista ou as autoridades constituídas. Quem sofre é aquele pobrezinho que ganha um ou dois salário mínimos que faz das tripas coração pra sustentar sua família e depende do transporte público.
                Acho justos os protestos e as greves. Quem já teve que lidar com patrões, sabe que se dependessem deles, ainda trabalharíamos dezesseis horas todos os dias, sem fim de semana, ganhando salários de fome e se possível teríamos um tronco no meio da sala para punir os preguiçosos.
                Tudo não passa de um jogo de cena, a mando de pessoas que só querem uma coisa: o poder, afinal é no poder que reside o dinheiro.
Vi pela TV, 2000 pessoas sendo manobradas como gado por meia dúzia de “comunistas” que nem sabem se são fidelistas ou maoistas (aposto que nem sabem o que é isso). Pensam que estão fazendo uma “revolução” depredando patrimônio público e nem percebem que estão prejudicando a eles mesmos e a população que necessitam desses transportes.
E a sociedade conservadora, como sempre hipócrita, se diz horrorizada, mas não se posicionam quanto aos salários e condições de trabalho dos motoristas e maquinistas e muito menos sobre o preço da passagem que corroí boa parte dos ganhos dos trabalhadores assalariados, porque simplesmente não querem perder seu “status quo”, não querem que outras pessoas tenham melhores de condições de vida e ameacem seu estilo de vida consumista, e cá entre nós: grande merda este “status quo”.
E por este “Não me importo” (Aqui lembro bem de Camus), quem sofre é o que tem menos culpa que nem conhece direito o mundo que o rodeia, ou seja, o pobre.
Enquanto este país viver de conchavos e caciques, nós não iremos para frente, por isso meus amigos:
Pensem bem em quem votar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias