Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


terça-feira, 7 de maio de 2013

Análise Crítica.





               É a primeira vez que escrevo sobre o meu serviço no blog. Não que eu ache meu serviço uma droga ou qualquer coisa do tipo. Comecei a dar valor mais a minha profissão (sou analista de sistemas), quando percebi que já são 19 anos nesta batalha e passei por todas as transformações da informática sempre me atualizando e competindo com um monte de gente boa. Vou fazer 15 anos que trabalho na mesma empresa. Nunca escrevi, porque o intuito do blog não era esse.


            Nos últimos 5,6 anos o mercado de trabalho está muito agressivo. Se você não for competente você está fora, vai morar debaixo da ponte e coisas assim.
Em 2011 me foi passado um projeto de implantação de sistema em uma das firmas do grupo. Deram-me uma equipe que eu não conhecia, mas após uma série de reuniões me disseram: Pode deixar que em menos de seis meses, estará tudo no ar. Isso em Setembro de 2011. Não acreditei muito neste prazo, mas seguimos em frente.
Passamos para julho de 2012 e nem sombras do sistema ser implantado. Fiquei uma pilha de nervoso, xingando meio mundo, se eu tivesse tocado sozinho o projeto eu estaria muito mais avançado, eu pensava. Meu amigo Fordeloni segurou toda a bronca, cheguei a vê-lo chorar no final do dia. Contei toda essa história para chegar neste ponto:
Por que na hora do aperto todo mundo colaca a culpa em só uma pessoa?
Fiz essa reflexão e lhe dei as garantias para continuar o trabalho, pondo em risco o meu próprio emprego, afinal o patrão que está pagando não quer saber. Tive que fazer muito jogo de cintura e politicagem, coisas que eu não gosto de fazer. Com isso ganhei a equipe e seu respeito e seguimos em frente e implantamos o sistema em Fevereiro de 2013. Um atraso de um ano.
No fim as coisas se acalmaram por aqui. O que me deixou mais angustiado é como o homem vive numa competição feroz. Não pára para refletir o que está errado. Se profissionais capacitados não estão conseguindo fazer algo, obviamente que há alguma coisa errada, então é momento de parar, refletir, tomar diretrizes e resolver o problema e não causar mais problemas.
Tomei isso como mote para minha vida e espero poder seguir. Não tenho prazer em massacrar ninguém, mas a sociedade adora um massacre. Gostaria que isso mudasse, mas por enquanto vamos vivendo um dia de cada vez.
Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias