Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


sábado, 7 de maio de 2011

Sci Fi Brasileiro


Fazia tempo em que eu não escrevia “in loco” no blog, há uma serie de postagens automáticas, para que o blog não fique abandonado e estou tendo um retorno bem legal, ao menos, agora, o blog está sendo freqüentado por pessoas que realmente gostam dele e acredito que se manter o ritmo das postagens, nós teremos um canal legal para a sci-fi tupiniquim, mas disso falarei depois.


Depois da morte do Bin Laden e da tragédia de Realengo, vou dar um tempo nas historias de terror, estilo Jason, nunca se sabe que tipo de louco está do outro lado da tela, muito triste que aconteceu no Rio de Janeiro e muito triste os eventos de 11 de Setembro.

Voltando ao assunto inicial, andei lendo muitos clássicos do sci-fi, como a conclusão da quadrilogia “Odisséia Espacial” de Clarke, fechei a trilogia “A Fundação” do Asimov, li 1984 do George Orwell, além do Simulacron 3 de Galouye e uma serie de contos de autores clássicos.

Nestes últimos dias entrei nos principais portais de Sci-Fi brasileiros e havia um artigo dizendo por que a sci-fi não decola no Brasil, sendo que é líder no mundo todo? Entre várias explicações, além daquelas básicas, foi que o brasileiro não tem isto em sua cultura.

Ok isto é verdade, mas porque gêneros de fantasia, também não vão pra frente? Será que nossa cultura não é rica de lendas, mistérios, fantasmas e lendas urbanas? Por que tudo deve ser tão americanizado?

Na verdade, os escritores brasileiros não lêem. Já venho batendo nesta tecla há algum tempo, limitam-se a copiar as modas que vem de fora e não criam nada original, com exceção do Eduardo Sophr.

Muitos contos e livros são quase uma fanfic da Anne Rice, Stephen Meyer, Dan Brown e Nora Roberts.

Estou escrevendo como leitor e apesar de eu ter um banner, aqui dizendo: vamos ler mais autores nacionais. Sei que é difícil alguém gastar seu rico dinheirinho numa obra que pode ser melhor escrita pelos gringos medalhões.

Como Asimov, eu sou positivista, quero acreditar que esta onda de escritos e produções independentes é o inicio de uma avalanche de boas obras e de bons escritores, agora que temos a quantidade, basta agora, termos a qualidade.

Até a próxima.

2 comentários:

  1. Eu acho que uma dos motivos que afasta as pessoas da literatura nacional é o fato de mesmo na ficção, os autores focarem a realidade nacional e isso pelo menos para mim é um pouco sem graça, como por exemplo, super heróis que combatem o tráfico de animais ou coisa parecida. É tudo tão... "jornal nacional", sei lá.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Amadeu!
    Temos que acreditar sempre, pois qualidade não nos falta, pelo contrário, temos de sobra!!
    Abçs!
    Rike.

    ResponderExcluir

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias