Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


sábado, 30 de abril de 2011

O comerciante e suas Esposas


Uma pequena história da cultura árabe.

Havia um rico mercador que tinha quatro esposas. Ele amava a quarta esposa muitíssimo, num amor que desafiava qualquer razão e a cobria com ricas vestes e a tratava com guloseimas magistrais. Ele deu muita proteção e carinho para ela e lhe deu o melhor.


Ele também amava muito sua terceira esposa. Ele era muito orgulhoso dela e sempre a exibia para seus amigos. No entanto, o comerciante sempre tinha medo de que ela pudesse fugir com algum outro homem.

Ele também amava sua segunda esposa. Ela era muito atenciosa, sempre paciente e de fato a confidente do comerciante. Sempre que o comerciante enfrentou alguns problemas, ele sempre se virou para a esposa e ela sempre disposta a ajudá-lo nos momentos mais difíceis de sua vida.

Agora, a primeira esposa do comerciante, era uma parceira muito leal e fez grandes contribuições para manter sua saúde e negócios, bem como cuidar da casa. No entanto, o comerciante não amava a esposa, e apesar dela o amar profundamente, ele mal tomava conhecimento dela.

Um dia, o comerciante adoeceu. Em pouco tempo, ele sabia que iria morrer. Ele pensou em sua vida luxuosa e disse a si mesmo:

"Agora eu tenho 4 esposas comigo. Mas quando eu morrer, eu ficarei sozinho. Como só serei eu!"

Assim, ele perguntou a 4 ª esposa:
"Eu amei você mais, e dotei-a com as melhores roupas e cuidei bem de você. Agora que eu estou morrendo, você vai me seguir e me fazer companhia?"
"De jeito nenhum!" respondeu e foi embora sem dizer mais nada.

A resposta o cortou como uma faca afiada o coração do comerciante, triste, então, pediu a 3 ª esposa:
"Eu vos tenho amado tanto por toda a minha vida. Agora que eu estou morrendo, você vai me seguir e me fazer companhia?"
"Não!" respondeu a 3 ª esposa e prosseguiu:
"A vida é tão boa por aqui! Eu vou me casar com outro quando você morre!"

O coração do mercador afundou e ficou gelado.
Ele perguntou então a 2 ª esposa:
"Eu sempre recorri a você para ajudar e você sempre me ajudou. Agora eu preciso de sua ajuda novamente. Quando eu morrer, Você vai me seguir e me fazer companhia?"
"Desculpe-me, eu não posso te ajudar desta vez!" respondeu a 2 ª esposa e prosseguiu:
"Quando muito, só posso enviar-lhe flores a sua sepultura."

A resposta veio como um trovão devastando o comerciante por completo.
Então uma voz gritou:
"Eu vou sair com você eu vou seguir você, não importa aonde você vá..."
O mercador olhou para cima e lá estava a sua primeira esposa. Ela estava tão magra, devido à desnutrição. Com o coração partido, o comerciante disse:

"Eu deveria ter cuidado muito melhor de você enquanto eu poderia ter!"

Na verdade, nós todos temos quatro esposas nas nossas vidas:

A) A 4 ª esposa é o nosso corpo. Não importa quanto tempo e esforço que mantê-lo saudável e bonito, ele nos deixará quando morrermos.

B) Nossa 3 ª esposa? Nossas posses, status e riqueza. Quando morremos, todos vão para os outros.

C) A 2 ª esposa são nossa família e amigos. Não importa o quão perto eles estavam para nós quando estávamos vivos, o mais longe que pode permanecer por nós é até o túmulo.

D) A 1 ª esposa é de fato a nossa alma, muitas vezes negligenciada em nossa busca de material, a riqueza e pelo prazer sexual

Um comentário:

  1. Olá, Amadeus!
    A cultura árabe tem mesmo aspectos muito diferentes do nosso, o que pra alguns pode causar até um certo espanto, mas não deixa de ser rica e muito interessante!
    Abçs!
    Rike.

    ResponderExcluir

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias