Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sentimentos em Copacabana

A brisa bate em meu rosto, uma tristeza inunda minha alma, porque há tempos eu estou esperando alguém que viria do longínquo, após o equinócio da primavera.
A orla de água gélida, tal qual meu coração de pedra basáltica, trazia sentimentos confusos, ao mesmo tempo, simples e fáceis de serem resolvidos.

Porém como os caranguejinhos que se escondem nos cascalhos triturados pelo tempo e pela água, com medo das águas enfurecidas que vêm e que vão:

Escondo meus escritos com medo de serem revelados, principalmente, para aquela que meu coração palpita há tantos anos.

Nem sei por que sofro assim? Daqui a outros quarenta anos estarei com oitenta anos e talvez a vida seja mais colorida do que agora, porém a ampulheta estará quase vazia e o meu tempo por esta terra esgotado.

Então, olhando o firmamento iluminado vem a questão que não quer calar:

-Por que eu faço isso comigo?

Mas antes da costa mais famosa do Rio de Janeiro sucumbir, o amor não me pregará mais peças, acho até que darei boas risadas destes últimos quarenta anos.

Integrarei-me a glória do universo e a felicidade desabará como vagalhão desenfreado, finalmente estarei tão junto de Deus e poderei ouvir as próprias batidas do meu coração impulsionando o esplendor de toda a natureza.

8 comentários:

  1. Que texto lindo!

    Espero que seu coração continue palpitando assim ... porém também espero que este pequenino sofrimento relatado seja passageiro!

    E que daqui a mais 40 anos você ainda possa estar rabiscando textos tão belos!

    Boa tarde, amigo!

    =D

    ResponderExcluir
  2. Me imaginei sentindo a brisa, e estando em todo esse ambiente que você descreveu.
    E sim, a velhice nos faz vê o mundo de outra forma.

    Muito bom!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Amadeus!
    Só espero que além de risadas, também haja bons textos como esse!
    Abçs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  4. Realmente você escreve muito bem. E apesar de eu não ter a mesma gana de viver quando à essa relatada gostei do texto, até porque o que não faz um texto bem escrito?

    ResponderExcluir
  5. Eu não esquentei,tanto que sai de lá...rsrs
    Não curto nada assim.Lindo teu texto.Aliás,soberano se me permite.
    E muito obrigada por passar pelo blog e deixar tua opinião.Com certeza consegui poucos,mas amigos que quero conservar e um deles é vc.
    Um otimo fds pra vc e os seus.
    Beijao

    ResponderExcluir
  6. suas palavras transportaram-me para este cenário. belíssimo.

    ResponderExcluir
  7. Amadeus, eu tenho pensado muito nos ultimos anos que vivo no Rio. Quando lembro como era há 20 anos... puxa, que tristeza o que estamos passando por aqui. Eu tambem espero que até os proximos 40 anos possa ver tudo melhor, em todos os sentidos possíveis. Mas será?! Se levar em consideração como as pessoas mudaram seu comportamento, acho que não.

    ResponderExcluir
  8. Vim agradecer a visita e concordar com você...
    Nada se compara à riqueza contida nas páginas de um livro.Bom fim de semana!!!

    ResponderExcluir

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias