Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Peregrinação

Os muçulmanos continuarão;
A peregrinar para Meca de coração.
E os que acreditam em cristo também;
Continuarão a peregrinar para Jerusalém.

Eles vão até a pé se for preciso.
Pois eles têm muita fé para isso.
Para eles a vida vai continuar.
Quando o messias chegar.

Eu sempre quis essa fé na minha vida.
E deixei ela morrer por uma causa perdida.
Tentando esquecer do meu grande amor.
Que me deixou com um grande rancor.

Vi o amor nas minhas mãos nascer.
E depois que ele brotou vi ele morrer.
Ele me fez esquecer o que era importante.
Eu não enxergava a linha do horizonte.

Eu apenas pensava em esquecer.
Que todos os dias tinha que te ver.
Que todos os dias tinha que lhe falar.
E no final do dia tinha que chorar.

Mas agora estamos distantes.
Tudo voltou a ser como antes.
Eu não sei mais o que você faz.
E todas as coisas voltaram a ter paz.

11 comentários:

  1. Olá Amadeu
    A perda de um grande amor, dói tanto que até perdemos a fé, mas o tempo é o senhor da razão, se não esquecemos, pelo menos conseguimos a paz interior.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Não vamos perder a esperança,moço.Tudo há de melhorar.Enquanto isso,vc deixa nossos dias melhores com sua profunda e bonita poesia.
    Boa semana,e obrigada por seguir meu rastro de verdade.Estou no seu.
    bjbj

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras pra esse canto. Amei demais.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito...
    Me familiarizei com sua poesia. ; )

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Belo poema Amadeu. Parabéns pela sua criatividade!
    Abraços...

    ResponderExcluir
  6. Nem preciso comentar sua excelente escrita. Apesar de eu ser atéia gostei do poema pois está bem feito. E sim, um grande amor nos revira a cabeça.

    ResponderExcluir
  7. versos maravilhosos para ler e refletir. parabéns. gostei demais, a ultima estrofe entao... bjs.

    ResponderExcluir
  8. Quando se ama, perde-se um pouco a razão. Quando perde-se o amor, perde-se total razão. E depois? Quanta razão me sobra? Oh vida cruel!
    Talvez o melhor a se fazer seja ficar longe desse perigo; ou morrer esquecido.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do clima que paira neste blog Amadeu.
    Gostei muito do teu comentário no Chá das Cinco e fico feliz por saber que a postagem de hoje te inspirou um personagem.

    Eu ainda estava editando a nova postagem, terminei agora e gostei muito do final, traduz a linha de pensamento que tenho sobre a verdadeira arte de atrair pra si uma boa conquista amorosa sem apelações monótonas e indigestas.
    Se for do teu interesse volte para terminar a leitura, quero muito o teu parecer quanto o final do post.

    Será um prazer contribuir com o teu trabalho, quero ler em breve, me avise ok?

    Por isso sigo o teu blog, gosto dessa saudável interação com o leitor.

    Um grande abraço amigo.

    Gemária Sampaio

    ResponderExcluir
  10. Realmente muito bom, um dos melhores que ja li aqui agora.

    E obrigado pelos comentarios.

    http://terza-rima.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Realmente perder a fé em Deus por um amor romântico como que culpando ao todo-poderoso pelo ocorrido é muito triste. Mas com o tempo como disse bem o seu poema, quando cada um vai para o seu lado,e ninguém se vê mais, vem o esquecimento daquela pessoa que um dia foi muito amada, e tudo volta ao normal, afinal a muita pouca coisa na vida que não possa ser superada. Abraços literários.

    ResponderExcluir

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias