Recados e Novidades

Meu facebook:
http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn

Para troca de livros:

Projeto Palavras Cruzadas:

"Já é vender a alma não saber contentá-la." Albert Camus - O Mito de Sísifo.

O projeto 'Palavras Cruzadas' promove encontros mensais (segundo sábado de cada mês) em que são lidos e discutidos trechos de obras importantes da literatura e filosofia surgidas à partir do século XX.

No encontro do dia 13/07 o livro utilizado será 'O Mito de Sísifo' de Albert Camus.

O evento começa às 15h30min.

A coordenação é de Vanessa Molnar, historiadora (USP) e escritora e Fábio Donaire, estudante do Bacharelado em Ciências e Humanidades (UFABC). Estamos localizados na Rua Professor José Franco, 166 – Bangu (a 10min da UFABC de Santo André, na rua do restaurante Frangasso).

A entrada é franca.


terça-feira, 9 de novembro de 2010

Feudo Eletrônico

Recentemente testemunhei no Recanto das Letras uma discussão entre o principal usuário e a administradora do sitio, não entendi bem do que se tratava a discussão, mas não é este ponto que quero abordar.

Eu mesmo tive problemas com certas comunidades no Orkut, pelo simples fato de discordar do pensamento do dono da comunidade, pois geralmente o dono da comunidade é o senhor da razão, não cabendo ele ser contrariado.

Alias deve-se tomar muito cuidado com que se escreve por ai, porque você passa a ser vidro e tem muito gente pra atirar pedra.

Não sei o que acontece o ser - humano por pouca coisa se acha o todo-poderoso, lembro que uns quinze anos atrás a prefeitura de São Bernardo contratou alguns agentes de trânsito que tinha por objetivo orientar o transito.

Com o tempo eles podiam aplicar multa, ou seja, tinha o poder de aplicar até multas que não existia, bastava que ele não fosse com a sua cara.

Até mesmo porteiro de condomínio ou fabrica se sente o poderoso por permitir a entrada ou não de alguém.

Mas voltando, a internet, ela causa esse tipo de comportamento, li na Super Interessante nº 278  como o Wikipedia funciona e é assustador.

Uma meia dúzia de pessoas decide o que é certo ou errado, assim como nas comunidades do Orkut, por exemplo:

Se eu provar que o Michael Jackson é o maior artista do mundo, mas o Administrador achar que é os Beatles, o meu texto é rejeitado, não importa os argumentos que eu coloque.

Inclusive um físico muito respeitado teve artigo rejeitado, depois eles descobriram que fizeram burrada e tentaram consertar, mas aí o físico meteu a boca no trombone, causando a reportagem.

Então a Internet com o tempo vai virar feudos eletrônicos, onde a opinião de alguns poucos é que valerão, devemos empenhar a bandeira pela qual a Internet deve ser:

-Uma fonte de liberdade e de debate.

4 comentários:

  1. No começo eu ligava muito se as pessoas concordavam ou discordavam de minhas opiniões. Hoje já sou mais tranquilo em relação a isso. Eu falo o que penso, expresso meu ponto de vista. Se concordam comigo ou não, é irrelevante.

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que nascemos diferentes nos gostos... Imagine se fosse o contrário? Seria um saco! Eu estou me enveredando na vida literária, mas sei que aparecerão muitos querendo me tacar limões, mas como diz o ditado, eu os pegarei para fazer uma gostosa limonada. Não ligar é o melhor remédio, pois cansarão como muitos cansaram.Ah! Valeu pelo elogio ao meu blog.Gostei do seu também e boa sorte.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo, excelente post!
    Eu sou pela liberdade de expressão, tanto de quem fala como de quem retruca.
    Sou extremamente honesta e coerente ; digo o que penso...Se gostarem, ótimo!
    Se não gostarem, ótimo também...é sinal que leram.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Acho que a liberdade de expressão deve ser o fator principal, devendo ser respeitada sempre. Assim como ninguém é igual a ninguém, as opiniões podem e devem ser diferentes.
    Viva a diferença!
    bjux

    ResponderExcluir

Esse blog usa moderação em menos de 24h seu comentário será exibido, desde que seja relevante.

 
BlogBlogs.Com.Br diHITT - Notícias